ABC de Monitoramento – Parte 1

      Comentários desativados em ABC de Monitoramento – Parte 1

Porque monitorar ?

Tornar eficiente o sistema de monitoramento, oferecendo relatórios de disponibilidade e podendo assim, diminuir horas trabalhadas em monitramentos, de forma a aumentar a disponibilidade para projetos paralelos.

Objetivos Específicos

  • Configurar um servidor de monitoramento, baseado primariamente em tecnologias SNMP
  • Definir escopo de monitoramento
  • Monitorar todos os servidores físicos
  • Monitorar respectivos serviços de rede considerados importantes
  • Gerar relatórios de disponibilidade semanal, mensal, semestral e anual

 

Metodologia e Tecnologia Utilizada

Diversas pesquisas são feitas por ferramentas para monitoramento de servidores e serviços, levando em conta custo e compatibilidade com a infra-estrutura atual e considerando futura evolução do negócio.

Apesar de grande parte da infra-estrutura ser baseada em tecnologias Microsoft nos dias atuais para pequenas empresas, muitas também tem parques solaris, e linux.

A relação custo e benefício dos investimentos de capital com pessoal, marketing, equipamentos e tecnologia em empresas de pequeno, médio e grande porte, dependem de informações importantes para a tomada de decisão a respeito de empreendimentos, serviços ou negócios oferecidos a clientes, com o objetivo de alcançar resultados sempre positivos.

Deste modo, a informação torna-se um ativo imprescindível na estratégia de liderança de empresas em constante ascensão.

Dai a necessidade de um software de monitoramento eficaz e bem configurado, e com escopo definido no sentido de evitar ao maximo ou de manter em níveis aceitáveis, as possíveis ameaças de vulnerabilidades a um determinado sistema, onde o mesmo poderá estar comprometido por agentes externos ou principalmente internos. Por estes motivos, não investir em monitramentos é um fator de risco a ser considerado, e também em linhas gerais relaciona-se com a governança tecnológica.

Modalidades de Monitoramento

Ao escolher uma determinada tecnologia de monitoramento de redes de computadores, uma organização pode se submeter a certas restrições que as levam a ficar dependentes da tecnologia escolhida, devido à dificuldade de troca dessa tecnologia por uma outra no futuro. A esse processo é dado o nome de aprisionamento tecnológico.

As dificuldades de mudança decorrem das incompatibilidades entre as tecnologias, que podem gerar altos custos. Por conta disso, as organizações que trabalham com redes de computadores devem escolher os sistemas de monitoramento já pensando em uma possível migração para outro sistema. É preciso levar em consideração quais as melhores modalidades de monitoramento que mais se adequam à necessidade da empresa.

Os sistemas de monitoramento podem ser classificados quanto à sua abrangência de gerência (local e Web) e quanto ao custo e restrições do software (proprietário e livre).

A escolha inadequada da tecnologia de monitoramento pode forçar a organização a continuar utilizando o sistema vigente, ou seja, leva a um aprisionamento aos sistemas já instalados.